sexta-feira, 30 de outubro de 2009

OS TRES SEGREDOS DA PETIÇÃO

Ester 5:3

Introdução:
• Existem cinco maneiras de nos comunicarmos com Deus:

1ª.) Confissão – 1 Jo 1:9; Pv 28:13; Sl 32:5

2ª.) Ação de Graças – 1 Ts 5:18

3ª.) Intercessão – Tg 5:16; Jó 42:10

4ª.) Adoração – Jo 4:23,24

5ª.) Petição – Et 5:3; Mt 7:7,8

• Observemos agora OS 3 SEGREDOS DA PETIÇÃO:

1. PEDIMOS PARA QUEM OUVE
• Salmo 34:4
• Is 59:1
• Jr 33:3

2. QUEM PEDE RECEBE
• Notemos que Jesus não disse: “Aquele que pede, recebe exatamente o que pede”
• Jesus diz que aquele que pede recebe – Mt 7:7,8
• Tudo porque Ele sabe o que de fato precisamos

3. SOMENTE PEÇA AQUILO QUE VOCE PODE DEVOLVER PARA DEUS
• Certamente aqui reside a resposta porque muitas orações não são respondidas – Tg 3:3
• Primeiro: Ana pede a Deus, segundo: Deus responde e concede o seu pedido; terceiro: Ana devolve pra Deus o que foi pedido – 1 Sm 1:10,11, 20-24
• Que beleza o texto de 1 Sm 1:28 “Pelo que também o trago como devolvido ao Senhor...”

Pastor Marcos Antonio

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Inédito: Encontradas moedas egipcias com a efígie de José

Compartilho abaixo a importante postagem do pastor Marcelo de Oliveira,
arguto pesquisador e destacado ministro da Palavra.

Pastor Marcos Antonio

________________________________________

Inédito: Encontradas moedas egipcias com a efígie de José

De acordo com matéria do jornal egípcio 'Al-Ahram', arqueólogos descobriram moedas antigas que trazem o nome e imagem do José bíblico.

Seguem trechos do artigo [1]


Versos corânicos indicam claramente que moedas eram utilizadas no Egito na época de José.Em uma descoberta sem precedentes, um grupo de pesquisadores e arqueólogos egípcios encontrou um depósito de moedas da época dos faraós. Sua importância reside no fato de que ela fornece prova científica decisiva desaprovando a alegação de alguns historiadores de que os egípcios antigos não estavam familiarizados com moedas e que realizavam o comércio por meio de escambo.

“Os pesquisadores descobriram as moedas quando examinavam milhares de pequenos artefatos arqueológicos armazenados nos [cofres do] Museu do Egito. [Inicialmente] eles consideraram os artefatos como amuletos, mas um exame detalhado revelou que as moedas traziam cunhados o ano e seu valor, ou efígies dos faraós [que governaram] na época que foram cunhadas. Algumas das moedas são datadas da época quando José viveu no Egito e estampam seu nome e retrato.

Costumava haver um conceito errôneo de que o comércio [no Egito Antigo] era realizado por meio do escambo, e que o trigo egípcio, por exemplo, era trocado por outras mercadorias. Mas de maneira surpreendente, versos corânicos indicam claramente acerca da utilização de moedas no Egito na época de José.

O Dr. As’id Muhammad Thabet, líder da equipe de pesquisa, em relação a sua pesquisa arqueológica concernente ao profeta José, disse ter descoberto nos cofres da Autoridade de Antiguidades [Egípcia] e do Museu Nacional, muitos amuletos de inúmeras eras e de períodos posteriores ao de José, incluindo um que trazia sua efígie como o ministro do tesouro na corte faraônica egípcia.

O Dr. S’id Thabet acrescentou que ele examinou o sarcófago de muitos faraós em busca de moedas utilizadas como amuletos ou ornamentos, e que ele havia, de fato, encontrado tais moedas antigas egípcias. Essa [descoberta] impeliu pesquisadores a buscar e encontrar versos corânicos que falem de moedas utilizadas no Egito antigo, [tais como]: “E eles o venderam [ex. José] por um preço irrisório, um número de moedas de prata; e eles não lhe impuseram valor”. [Corão 12:20]. [Também,] Qarun [2] diz acerca de seu dinheiro: “Isso me foi dado por causa de certo conhecimento que tenho” [Corão 28:78].

Estudos... revelaram que aquilo que a maioria dos arqueólogos considerava uma espécie de amuleto, e que outros consideravam ornamento... é, na verdade, uma moeda.

De acordo com o Dr. Thabet, seus estudos estão embasados em publicações acerca da Terceira Dinastia, uma da qual afirma que a moeda egípcia da época era chamada um deben e que valia um quarto de um grama de ouro. Essa moeda é mencionada em uma carta por um homem chamado Thot-Nehet, um inspetor real das pontes do Nilo. Em cartas endereçadas a seu filho, ele mencionou emprestar terras em troca por moedas deben e produção agricultural.

Outros textos da época da Terceira Dinastia, a Sexta Dinastia e a Décima Segunda Dinastia mencionam uma moeda chamada shati ou Sat, cujo valor era igual ao de uma moeda deben. Também há um retrato de um mercado egípcio mostrando o comércio sendo realizado por meio de escambo, mas um de seus vendedores estica sua mão pedindo uma moeda deben em troca das mercadorias.

Estudos realizados pela equipe do Dr. Thabet revelaram que aquilo que a maioria dos arqueólogos considerava uma espécie de amuleto, e que outros consideravam ornamento é, na verdade, uma moeda. Inúmeros [fatos os conduziram a essa conclusão]: primeiro, [o fato de que] muitas dessas moedas foram encontradas em vários [sítios arqueológicos], e também [o fato de que] elas possuem formas redondas ou ovais e que possuem duas faces: uma trazendo uma inscrição, chamada de a face inscrita, e outra com uma imagem, chamada de a face esculpida.

“A descoberta arqueológica também está embasada no fato de que a face inscrita trazia o nome do Egito, uma data e um valor, ao passo que a face esculpida trazia o nome e a imagem de um dos faraós ou deuses egípcios antigos ou um símbolo a estes relacionado. Outro fato importante é que as moedas possuem tamanhos variados e são feitas de matérias diversos, incluindo marfim, pedras preciosas, cobre, prata, ouro etc.


500 destas moedas foram [recentemente] descobertas no Museu do Egito onde foram [originalmente] classificadas como amuletos e armazenadas de maneira descuidadosa em caixas fechadas.


Uma moeda [tinha] uma imagem de uma vaca simbolizando o sonho de Faraó acerca das sete vacas magras e as sete vacas gordas.

O pesquisador identificou moedas de muitos períodos diferentes, incluindo moedas que traziam marcações que as identificavam como sendo da era de José. Entre estas, havia uma moeda que possuía uma inscrição e uma imagem de uma vaca simbolizando o sonho acerca das sete vacas magras e as sete vacas gordas e as sete espigas cheias e sete espigas miúdas. Foi encontrado que as inscrições deste período antigo eram, geralmente, simples, uma vez que a escrita ainda estava em seus primórdios, e conseqüentemente, havia dificuldade para decifrar a escrita talhada por sobre estas moedas. Mas a equipe de pesquisa [conseguiu] traduzir [a escrita sobre a moeda] ao compará-la com os mais antigos hieróglifos conhecidos.

O nome de José aparece duas vezes sobre esta moeda, escrito em hieróglifo: uma vez o nome original, José, e uma vez seu nome egípcio, Saba Sabani, que lhe foi dado por Faraó quando este se tornou tesoureiro. Também há uma imagem de José, que fazia parte da administração egípcia daquela época.

O Dr. As’id Thabet pediu ao Conselho de Antiguidades do Egito e ao Ministro da Cultura para intensificar os esforços na área da história egípcia antiga e arqueologia, e a [promover] a pesquisa destas moedas que trazem o nome dos deuses e faraós egípcios. Isso, ele disse, seria capacitar a correção de conceitos errôneos correntes concernente à história do Egito antigo.

[1] Al-Ahram (Egito), 22 de setembro de 2009.

[2] Esse é o nome corânico da personagem bíblica Corá.

Matéria extraída originalmente do site:

http://www.memri.org/bin/latestnews.cgi?ID=SD256109

Crédito da Tradução: Pr. Wellington Mariano

Agradeço ao meu nobre amigo, Pr Wellington Mariano que apesar de suas inúmeras tarefas no SBT, traduziu este texto para o amigo [Marcelo de Oliveira] e também por expressar uma grande contribuição para o reino de Deus e, uma prova incontestável [para os críticos] da Inerrância das Escrituras.

Nele, que disse que as pedras iam clamar

Pr Marcelo de Oliveira

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

A IGREJA COMO JARDIM

"Jardim fechado és tu irmã minha, esposa minha…"

Ct 4:12

1. A cerca do jardim – Ct 4:12

· Fala que somos propriedade do Senhor – Tt 2:14
. Fala que somos separados para sermos santos - Lv 20:26

2. As árvores do jardim - Ct 4:13,14

· Fala que somos chamados para dar fruto – Jo 15:16
. Somos a lavoura de Deus - 1 Co 3:9

3. A fonte do jardim - Ct 4:15

· Fala que somos regados pelo rio de águas vivas – Sl 46:5
. Somos como um jardim regado - Is 58:11

4. O vento que sopra no jardim - Ct 4:16

· Fala da ação do Espírito na Igreja - At 2:2
. Esta ação é livre - Jo 3:8

5. O amado no jardim - Ct 5:1

· Fala da comunhão intima que devemos ter com nosso amado Jesus – Ap 3:20
. Não devemos abrir mão desta comunhão com o Senhor - Jo 13:23

Pastor Marcos Antonio

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

JESUS NÃO É FRACO...

Meu querido amigo pastor Antonio Gomes, que todos carinhosamente chamam de pastor Tonhão, sempre me recreia o coração com suas histórias vividas na senda de seu abençoado ministério.
Tonhão contou-me que pregava em uma igreja certa vez, e logo no incio de seu sermão disse a igreja:
- Meus irmãos, quero pregar hoje sobre o seguinte tema - JESUS NÃO É FRACO NÃO !...

Imediatamente um obreiro da linha ultra radical interrompe pastor Tonhão abruptamente:
- Pregador, eu não aceito gíria dentro da Casa de Deus, ainda mais no púlpito!...

Um silencio preocupante tomou conta de todos; mas, meu amigão teve uma saída. Pediu ao irmão ofendido que lesse em voz alta 2 Corintios 13:3, e o abençoado leu:
- VISTO QUE BUSCAIS UMA PROVA DE CRISTO QUE FALA EM MIM, O QUAL NÃO É FRACO...

Pastor Marcos Antonio

AS QUATRO PROPOSTAS DE FARAÓ

Ex 8:25, 28
Ex 10:7, 24

Introdução:
• Estamos dispostos a dizer Não para as propostas do mundo e do diabo...
• A mensagem que Deus nos dá hoje – nos exorta a dizer Não para toda a proposta maligna e mundana, que tenta nos afastar de Deus e do santo caminho.
• Enquanto Deus derramava pragas no Egito – Faraó tentava barganhar com Moisés – para que Israel não obedecesse ao Senhor integralmente.

Faraó fez 4 propostas terriveis:


1. Ex 8:25 – A PROPOSTA DE CONTINUAR NO EGITO

• Voce não precisa ir para a Igreja, voce não precisa sair do mundo
• Faraó disse: Adore o Deus de voces aqui mesmo no Egito
• Sirva a Deus do jeito que voce quer e bem entende
• Participe dos prazeres do mundo
• Sirva a Deus – mas continue praticando o pecado
• Seja crente – mas continue adulterando, roubando, mentindo
• Seja cristão – mas, não deixe as boates, as noitadas, as bebidas
• Seja crente – mas, continue com o vício da pornografia
• Seja crente – mas, continue seguindo o sistema do mundo...
• Seja cristão aqui mesmo no Egito

• Mas, ao ouvir esta infame proposta, Moisés dá para Faraó um grande NÃO - Ex 8:26,27

• Sairemos do Egito SIM! - 2 Co 6:11-18

• É necessário que cortemos toda e qualquer ligação ou comprometimento com o mundo...


2. Ex 8:28 – A PROPOSTA DE FICAR PERTO DO EGITO

• Faraó sentindo que não havia maneira de segurar a Israel – então lhe faz uma segunda proposta: -Vou deixar voces sairem – somente que indo, não vão muito longe. Fiquem perto do Egito. Fiquem perto dos meus olhos (de meu alcance).

• A Igreja do Senhor é um povo que:
-Primeiro: Vive separada do mundo – 1 Pe 1:15,16
-Segundo: Vai longe

• Vamos longe na santificação – Pv 4:23; Ap 22:15
• Vamos longe na oração – 1 Ts 5:17
• Vamos longe no conhecimento de Deus – Os 6:3
• Vamos longe no Evangelismo – Mc 16:15
• Vamos longe nos milagres e maravilhas – Jo 11



3. Ex 10:7 – A PROPOSTA DE DEIXAR OS FILHOS NO EGITO

• Que astuto o rei do Egito – Percebendo que não podia mais segurar os adultos – tenta segurar as crianças – para ter em breve – mais uma geração de escravos no Egito.
• Voce sabia, que satanás quer escravisar nossos filhos
• Ele está agindo pelos meios de comunicação – Games não recomendáveis – Internet – filmes impróprios – e também pelos ensinos anti Deus nas escolas (principalmente aqui nos Estados Unidos)
• O que salva nossos filhos da escravidão :
1º.) Tenha azeite em casa – 2 Rs 4
2º.) Jesus precisa estar em casa – Mc 2:1
3º.) Pais, digam NÃO a Faraó – (façam como Moisés)


4. Ex 10:24 – A PROPOSTA DE DEIXAR OS BENS NO EGITO

• Não iremos aceitar esta maligna proposta - Pv 3:9,10
• Vamos contibuir com alegria - 2 Co 9:6,7
. Nenhum de nossos bens deve ficar no Egito - Sl 103:1,2

Pastor Marcos Antonio

sábado, 10 de outubro de 2009

CRISES DO MUNDO EVANGÉLICO NA ATUALIDADE

* Estaria cometendo um grave erro teológico, se afirmasse que a Igreja está em crise. A Igreja não está em crise - mas, está em Cristo. No entanto, uma grande gama de arraiais evangélicos vivenciam terríveis crises, as quais são:

1. Crise de Identidade

* Quando o brilho de Cristo em nós, é ofuscado pelo comprometimento com o sistema mundano - Rm 12:2

2. Crise de Integridade

* Quando nosso caráter é corrompido - Os 7:7,8

3. Crise de Prioridade

* Quando nossas coisinhas ocupam toda a nossa vida, em detrimento do Reino de Deus - Mt 6:33

4. Crise de Fraternidade

* Quando deixamos de amar uns aos outros - Sl 133

5. Crise de Autoridade

* Quando não intimidamos o inferno, porque estamos sem Unção - Lm 5:16

Pr. Marcos Antonio