sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

JESUS EM BREVE VIRÁ !


Mateus 24.27, 42-44
27- Porque assim como relâmpago, sai do oriente e se mostra até ao ocidente, assim será também a vinda do Filho do homem.
42 – Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor.
43 – Mas considerai isto:  Se o pai de família soubesse a que vigilia da noite havia de vir o ladrão,  vigiaria e não deixaria minar a sua casa.
44 – Por isso,  estai vós apercebidos também;  porque o Filho do homem há de vir à hora em que não penseis.


INTRODUÇÃO:

Tudo nos mostra que Cristo já volta, breve Ele voltará !   E, diante desta maravilhosa promessa, devemos:  
  • Amar a Vinda de Jesus -  Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo Juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua Vinda. (2 Tm 4.8) 
  • Ser paciente até a Vinda do Senhor -  Sede pois, irmãos pacientes até a Vinda do Senhor. (Tg 5.7) 
§         Estar pronto para a Vinda de Jesus -  Estejam cingidos os vossos lombos, e acesas as vossas candeias. (Lc 12.35)
  • Ter na vida o selo do Espírito SantoE não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual estais selados para o dia da redenção.(Ef 4.30)   
  • Guardar o que temos recebido do SenhorEis que venho sem demora;  guarda o que tens,  para que ninguém tome a tua coroa (Ap 3:11)  
  • Ter o olhar voltado para o CéuOra, quando estas coisas começarem a acontecer, olhai para cima e levantai vossas cabeças, porque a vossa redenção está próxima. (Lc 21.28) 
  • Viver em santidade de vidaSegui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor. (Hb 12.14)
  • Estar em constante vigilânciaVigiai pois, porque não sabeis nem o dia nem a hora em que o Filho do Homem há de vir. (Mt 25.13)

Vivamos em constante vigilância, porque o Senhor vaticinou em sua Palavra, que virá como um relâmpago (Mt 24.27) e como um ladrão (Mt  24.42-44).
Nestas duas ilustrações usadas por Jesus para profetizar, o Espírito de Deus irá nos ensinar hoje,  sobre a mensagem mais confortadora da Bíblia para a Igreja:  A Vinda gloriosa do Senhor.
Como Jesus virá:
  • Jesus virá brevemente (Hb 10.37)(Ap 3.11)
  • Jesus virá pessoalmente (1 Ts 4.16)
  • Jesus virá secretamente (1 Ts 5.1,2)
  • Jesus virá repentinamente (Mt 25.13)
  • Jesus virá rapidamente (1 Co 15.52)

1.      Jesus nos ensina  que sua Vinda será como a vinda de um relâmpago
Porque assim como relâmpago, sai do oriente e se mostra até ao ocidente, assim será também a vinda do Filho do homem (Mt 24.27).

Jesus nos revela neste texto bíblico, a grandeza e abrangência de sua Vinda.  Ao compará-la com um relâmpago que corta os céus, de uma extremidade até outra;  nos revela que ao descer até às nuvens, chamará sua Igreja de todas as partes da Terra.  Nos lugares mais distantes, nos confins dos mares, nas florestas, nos vales, nas montanhas, nos desertos, nos sertões, nos grandes centros, mas, também nos mais esquecidos lugares de nosso planeta;  onde houver um remido e lavado pelo Sangue de Cristo, este ouvirá o convite do Rei dos reis e Senhor dos senhores:  Vinde benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo (Mt 25.34)
A Igreja do Arrebatamento é composta pelos mais variados povos, verdade tão bem aclamada no Céu, diante do trono do Cordeiro: E, cantavam um novo cântico dizendo: Digno és de tomar o livro, e de abrir os seus selos; porque foste morto,  e com o teu Sangue compraste para Deus homens de toda tribo, e língua, e povo, e nação (Ap 5.8)   

1.1              O relâmpago aparece no céu, normalmente quando existem nuvens escuras

§         Nuvens escuras representam o contexto espiritual que se encontra este mundo (1 Jo 5.19)
§         Nuvens escuras falam da multiplicação da iniquidade em todos os níveis (Mt 24.12)
§         Nuvens escuras falam de tempos de apostasia nos últimos dias (1 Tm 4.1,2)
§         Nuvens escuras falam a respeito dos dias trabalhosos e difíceis que antecederão a Volta do Senhor (2 Tm 3.1-5)
§         Nuvens escuras falam dos sinais da Vinda de Jesus (Mt 24.3-14)


1.2              O relâmpago quando surge,  para muitos é motivo de espanto:
Tudo porque, o relâmpago é um clarão muito intenso e rápido produzido pelo raio, precedendo ou acompanhando o trovão.
Enquanto, para a Igreja do Deus Vivo a Vinda do Senhor é sinônimo de Vitória, alegria indizível e plena glória (Ap 22.20),  para o mundo ímpio e para os crentes que ficarem, significará espanto, tristeza e dor.   
Quando Jesus veio a este mundo como homem, sua Vinda trouxe alegria aos magos e aos pastores de Belém.  Mas, o rei profano Herodes e toda Jerusalém com ele, ficaram perturbados:   E o rei Herodes, ouvindo isto, perturbou-se, e toda Jerusalém com ele (Mt 2.3).   Ao voltar a segunda vez,  não será diferente,  os santos se alegrarão,  mas, haverá muita inquietação e perturbação na Terra,  principalmente para aqueles afastados dos caminhos do Senhor, que por conhecerem a verdade;  chorarão amargamente, porque a Igreja subiu, e eles ficaram.

1.3              O relâmpago nos dá a lição da surpresa
Os melhores meteorologistas com a atual tecnologia dos satélites, podem prever com precisão todas as mudanças climáticas;   no entanto,  não podem prever a hora em que relâmpagos surgirão no céu.
A Vinda de Jesus se revestirá de grande surpresa, pois, Ele virá na hora em que muitos estarão desapercebidos (Mt 25.13)(Mc 13.33-37)

1.4              O relâmpago nos fala de rapidez
§         ...num momento, num abrir e fechar de olhos...(1 Co 15.52)   
Assim será a Vinda do Senhor.    A palavra grega aqui, nos fala de um átomo de tempo.
§         Será um evento de rapidez indescritível.   Não haverá tempo para se preparar, se santificar, orar, buscar a Deus ou confessar pecados.   Temos que estar preparados hoje para encontrá-lo nos ares (1 Ts 4:16,17).   
§         Apocalipse 19:7,   não diz que a Igreja está se aprontando para as Bodas do Cordeiro;  mas,  está pronta para esta grandiosa festa:  Regozijemo-nos e alegremo-nos, e demos-lhe glória;  porque vindas são as bodas do Cordeiro, e já a sua esposa se aprontou.

1.5              O relâmpago é o resultado de extraordinária descarga de energia
§         Dizem os estudiosos que os relâmpagos são produzidos durante tempestades com nuvens eletricamente carregadas, quando o campo elétrico se torna tão forte e intenso a ponto de forçar uma descarga elétrica entre a nuvem e o solo.

§         Testemunhos proféticos sobre o poder ressurreição por ocasião da Vinda de Cristo:
O testemunho profético sobre a ressurreição do patriarca Jó: 
Porque eu sei que meu Redentor vive, e que por fim se levantará sobre a terra.  E, depois de consumida a minha pele, ainda em minha carne verei a Deus.   Vê-lo-ei por mim mesmo, e os meus olhos, e não outros, o verão,  e por isso os meus rins se consomem dentro de mim (Jó 19.25-27)
O testemunho profético de Daví:
Quanto a mim, contemplarei a tua face na justiça;  satisfar-me-ei da tua semelhança quando acordar. (Sl 17:15)  
O testemunho profético de Paulo:
Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.  Porque convém que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade, e que isto que é mortal se revista da imortalidade.   E, quando isto que é corruptível se revestir da incorruptibilidade, e isto que é mortal se revestir da imortalidade,  então cumprir-se-á a palavra que está escrita:  Tragada foi a morte na vitória (1 Co 15.52-54)
(Fp 3.10,11,20,21) (1 Ts 4.13-18)(2 Co 5.1-8)
O testemunho profético de João:
Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifestado o que havemos de ser.  Mas, sabemos que, quando Ele se manifestar, seremos semelhantes a Ele;   porque assim como é o veremos. (1 Jo 3.2)

1.6              O relâmpago é um fenômeno natural de grande beleza
§         O relâmpago é um dos fenômenos mais bonitos da natureza e também um dos mais mortais. Com as temperaturas dos raios sendo maiores do que a da superfície do Sol e com as ondas de choque se propagando em todas as direções, o relâmpago é uma aula de física.   A Vinda de nosso Rei e Senhor, será plena de glória e esplendor (1 Ts 4:16).  Será maravilhoso vê-lo face a face (1 Jo 3:2) .  Será lindo contemplá-lo no fulgor de sua eterna glória , como João o viu:
E vi o Céu aberto, e eis um cavalo branco; e o que estava assentado sobre ele chama-se Fiel e Verdadeiro; e julga e peleja com justiça.   E os seus olhos eram como chama de fogo; e sobre a sua cabeça havia muitos diademas; e tinha um nome escrito, que ninguém sabia senão Ele mesmo.  E, estava vestido de uma veste salpicada de sangue;   e o nome pelo qual se chama é a Palavra de Deus.
E, no vestido e na sua coxa, tem escrito este nome:  Rei dos reis e Senhor dos senhores (Ap 19:11-13, 16)

O Cristo que veremos face a face:
§         É o mais formoso entre milhares (Ct 5.10)
§         É o Rei coroado de glória e de honra (Hb 2.9)
§         É Aquele que seu rosto brilha mais do que o sol (Mt 17.2)(Ap 1.16)
§         É o resplendor da Glória de Deus (Hb 1.3)
§         É o Sol da Justiça (Ml 4.2)
§         É a resplandecente Estrela da Manhã (Ap 22.16)

§         O relâmpago mostra-se no céu com uma beleza que se reveste de mistérios. Ele é ainda  se apresenta à ciência como  um de seus maiores mistérios: como ele funciona? Todos sabem que o relâmpago é gerado em sistemas de tempestades eletricamente carregados, mas a maneira como se dá essa carga ainda permanece obscura.    Que maravilhoso, Jesus ter tomado o relâmpago para ilustrar sua Vinda.    Que sendo extraordinariamente gloriosa, se reveste do inexplicável para a nossa mente tão finita.   Paulo quando trata desta doutrina, fala da Vinda do Senhor com relação a nós, como um mistério:  “Eis aqui vos digo um mistério...” (1 Co 15:52)
§         O lindo hino composto pelo poeta Josias Menezes, ainda hoje, enche o nosso coração de alegria, pela esperança que temos de vermos nosso Cristo, face a face:
Sempre que eu leio a história de Cristo
Eu fico a pensar com grande emoção
No privilégio que muitos tiveram
De ver o Seu rosto, sentir Sua mão.
Eu também queria a mesma alegria
De vê-Lo bem perto, bem junto a mim
E olhar os Seus olhos, serenos e meigos
E como eu seria tão feliz assim.
Queria saber como era o Seu rosto
Embora eu sinta que era mui lindo
Inspirava fé e também confiança
E dava a todos um gozo infindo.
E ao ver as gravuras, os quadros pintados
Daquilo que dizem ser o meu Senhor
Meu ser não aceita o que está na tela
É falsa a inspiração do Pintor.
Não creio, não creio, num Cristo vencido
Cheio de amargura, semblante de dor
Eu creio num Cristo de rosto alegre
Pois creio num Cristo que é vencedor.
E um dia também O verei face a face
E assim eu creio, pela minha fé
Ó aleluia! Verei o Seu rosto
Verei a Jesus, como Ele é
Ó aleluia! Verei o Seu rosto
Verei a Jesus, como Ele é.

2.                  Jesus nos ensina que sua Vinda será como a vinda de um ladrão
Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor.     Mas, considerai isto:   se o pai de família soubesse a que vigília da noite havia de vir o ladrão, vigiaria e não deixaria minar a sua casa.     Por isso, estai vós apercebidos também;  porque o Filho do Homem há de vir à hora em que não penseis (Mt 24.42-44).

2.1              O ladrão vem quando ninguém espera
§         Um ladrão nunca avisa.   Jamais ouvi,  e acredito que você também;  a respeito de um ladrão que tenha avisado a respeito de seu assalto.  
§         Ladrão age na ambiência do inesperado.
Mas, acerca dos tempos e das estações, não necessitais de que vos escreva.   Porque vós mesmos sabeis muito bem que o dia do Senhor virá como ladrão de noite (1 Ts 5.1,2).
Eis que venho como ladrão.   Bem aventurado aquele que vigia, e guarda os seus vestidos,  para que não ande nu, e não se vejam as suas vergonhas (Ap 16.15)
  • A Igreja do Arrebatamento espera Jesus voltar a qualquer momento:
1º.) Porque tem uma viva esperança (1 Pe 1.3)
2º.) Porque se gloria na esperança (Rm 5.2)
3º.) Porque tem uma esperança verdadeira (Rm 5.5)
4º.) Porque se alegra na esperança (Rm 12.12)

  • Três tipos de pessoas que existem no mundo com relação à esperança:
1º.) As que vivem no mundo sem Deus e sem esperança (Ef 2.12)
2º.) As que possuem uma falsa esperança (Jó 27.8) (Pv 11.23)
3º.) As que possuem uma verdadeira esperança (Rm 8.24,25)

  • Quatro aspectos de nossa esperança:
1º.) Esperamos Jesus (Fp 3.21)
Não esperamos outro, mas, o Cristo amado de nossas almas. O Jesus que morreu e ressuscitou por nós (Rm 4.25). Ele mesmo é o que esperamos (1 Ts 4.16)
2º.) Esperamos ir com Jesus (Jo 14.1-3)
Ele virá nos buscar.  Muito em breve, os céus se abrirão: Para que desça o Noivo e suba a Noiva.
3º.) Esperamos ficar com Jesus (1 Ts 4.17)
Que maravilhosa esperança! Ficar com Jesus para sempre é sem dúvida, a maior
Benção que desfrutaremos por toda a eternidade (Ap 21.3)
Seja a nossa esperança a mesma de Asafe, quando disse: Guiar-me-ás com o teu conselho e depois me receberás em glória.(Sl 73.24)
4º.) Esperamos ser como Jesus (1 Jo 3.2)
Ser como Jesus, com relação ao seu corpo glorioso (Fp 3.20,21)


2.2              O ladrão age com rapidez
§         Ao empreender um assalto, procura ser ágil e rápido.   Imaginem um ladrão, cujas a ações são lentas, letárgicas;    sem dúvida não logrará êxito em seu intento.  
§          Há muitos anos atrás, li em um jornal, a respeito de um ladrão extremamente negligente, que ao tentar entrar em uma casa pelo telhado; sofreu uma queda, e caiu encima da cama do dono.  Foi dominado e preso.
            Mas,  este é um caso isolado;   ladrões procuram sempre agir com muita rapidez.  
§         Nosso Senhor Jesus, ao utilizar-se deste exemplo, nos exorta sobre a rapidez de sua gloriosa Vinda. Será tão rápida, que a Palavra nos assevera que será num abrir e fechar de olhos. (1 Co 15.52) 

2.3              O ladrão procura não ser observado
  • Quando lemos em Apocalipse 1.7, que:  Todo olho o verá;    devemos considerar que Jesus virá em duas fases:   Na primeira fase:  Antes da Grande Tribulação, para arrebatar a Igreja(Ap 3.10) (1 Ts 4.17,18) e na segunda fase:  No final da Grande Tribulação. Esta fase é conhecida como Revelação, quando descerá com sua Igreja para livrar Israel. (Zc 14.1-5). 
            Na primeira fase (Arrebatamento), somente os santos o verão (1 Jo 3.2). 
            Na segunda fase  (Revelação), todo olho o verá (Ap 1.7)
Distinção entre a primeira fase (O Arrebatamento) e a segunda fase (A Revelação):
Devemos observar várias contraposições entre o arrebatamento e a
Revelação de Jesus Cristo. Estas duas fases mostrarão que os dois acontecimentos não são vistos como sinônimos nas Escrituras:
1) O Arrebatamento compreende a retirada dos crentes, enquanto a
Revelação requer o aparecimento e a manifestação do Filho.
2) No Arrebatamento os santos são levados nos ares, enquanto na Revelação
Cristo volta à terra com a Igreja.
3) No Arrebatamento Cristo vem buscar Sua noiva, enquanto na
Revelação, Ele retorna com a noiva.
4) O Arrebatamento resulta na retirada da igreja e na instauração da
Tribulação, enquanto a segunda vinda resulta no estabelecimento do reino
milenar.
5) No Arrebatamento, Jesus vem em secreto, como ladrão. é iminente, enquanto na Revelação, todo olho o verá.
6) O Arrebatamento traz uma mensagem de conforto, enquanto a
Revelação é acompanhada por uma mensagem de julgamento.
7) O Arrebatamento está relacionada ao plano para a igreja, enquanto
a Revelação está relacionada ao plano para Israel e para o mundo.
8) O Arrebatamento é um mistério predito no Novo Testamento, enquanto a Revelação é prevista em ambos os Testamentos.
9) No Arrebatamento os crentes são julgados (No Tribunal de Cristo), enquanto na  Revelação os gentios e Israel são julgados.
10) No Arrebatamento as alianças de Israel não são cumpridas,
enquanto na Revelação todas as alianças são cumpridas.
11) O Arrebatamento é para os crentes em Jesus, enquanto a segunda
vinda tem efeito sobre todos os homens.
12) A expectativa da igreja em relação ao Arrebatamento é perto está o
Senhor (Fp 4.5), enquanto a expectativa de Israel em relação à Revelação  é   o reino está próximo   (Mt 24.14).
13) A expectativa da igreja no Arrebatremento é ser levada à Presença
do Senhor, enquanto a expectativa de Israel na Revelação é ser
levado ao reino.

2.4              O ladrão leva somente coisas de valor
  • Nenhum ladrão entra  em uma casa,  e rouba, por exemplo, a lata de lixo.   Seu objetivo é levar somente o que tem valor, como:  dinheiros, jóias, carros, etc.
  • Jesus levará consigo o seu particular tesouro (Ml 3.17),  Sua Igreja que Ele comprou com seu próprio Sangue (At 20.28)(Ef 1.7)(1 Pe 1.18,19).  Somos seu povo peculiar (Tt 2.14)

2.5              O ladrão sempre deixa alguma coisa
  • O caráter seletivo se vê na doutrina do Arrebatamento (Mt 24.40-42).   Ele irá separar os que possuem azeite (a Presença do Espírito Santo) nas lâmpadas, dos que estão desprovidos dele (Mt 25.1-13).
Certa vez em um culto em Santa Catarina,  uma profecia foi ouvida durante um abençoado culto, causando grande despertamento espiritual nos crentes presentes,  onde o Senhor disse:
- Venho sem demora,  vou tirar os salvos do meio dos crentes.

2.6              Depois que o ladrão sai,  sente-se a falta do que foi levado
Elias é um tipo da Igreja arrebatada  (2 Rs 2.1-11)

  • Elias sabia que seria arrebatado – A Igreja que vai subir também sabe (Ap 22:20)
Sabemos que a Igreja será arrebatada porque a Palavra de Deus nos garante (1 Ts 4.16,17) (Jo 14.1-3)
Sabemos que a Igreja será arrebatada porque o Espírito Santo nos testifica (Ap 2.7;   22.17)
Sabemos que a Igreja será arrebatada porque os sinais  dizem  (Mt 24.3-13)

  • Elias foi separado de Eliseu quando foi arrebatado(2 Rs 2.11) – No dia do Arrebatamento haverá separação.        Assim nos declara Jesus em sua Palavra:   Digo-vos que naquela noite estarão dois numa cama;  um será tomado e o outro será deixado.     Duas estarão juntas, moendo;  uma será tomada, e outra será deixada.   Dois estarão no campo;  um será tomado, o outro será deixado (Lc 17.34-36)

  • Elias foi procurado porque sentiu-se a sua falta (2 Rs 2.16-18) -  A Igreja arrebatada,por certo, será procurada, mas não será encontrada;   pois, estará na Bodas do Cordeiro (Ap 19.7-9)


CONCLUSÃO:
Queridos irmãos,  vivamos hoje, como se Cristo voltasse hoje. 
Que sejamos vigilantes e sóbrios, olhando para cima porquanto a Redenção está próxima.     
Não permitamos que o descuido espiritual, os cuidados da vida e o pertinaz pecado;  nos impeçam de estarmos prontos para subir.   Mas que vivamos hoje, despertados e sendo frutíferos na Obra do Senhor.   Porque Ele virá e não tardará (Hb 10.37)(Ap 3.11;  22.7,12,20)

Pastor Marcos Antonio

Nenhum comentário: