quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

EU ME COMOVEREI !...



- Willian Booth 

É um exemplo de como o verdadeiro Avivamento pode impactar e influenciar o mundo.

.Aos 15 anos teve um real encontro com Jesus e foi salvo

.Começou a buscar meninos pobres e os trazia para a Igreja (o que escandalizou muitos “crentes” de sua época)

.Se tornou um evangelista itinerante, indo pela Inglaterra pregando a Cristo – Mas, sempre preocupado com as causas sociais.   Cria que o Evangelho de Cristo, não somente salvava, mas, devolvia também a dignidade, a cidadania ao homem caído naqueles dias nas sargetas e na marginalidade.

Assim,  Willian Booth e sua esposa Catarina,  fundam o “Exército da Salvação”


Sua preciosa biografia nos informa o seguinte relato:


 “Em 1865 a família Booth mudou-se para a cidade de Londres. Andando um dia pelo lado oeste da cidade, William foi chocado em ver a pobreza e miséria dos seus moradores.
"Quando eu vi as multidões de pessoas pobres, tantas delas evidentemente sem Deus nem esperança neste mundo, e descobri que elas me ouviram tão prontamente e avidamente, me seguindo da reunião ao ar livre até à tenda, e aceitando, em tantas instâncias, o meu convite para se ajoelharem aos pés do Salvador, naquele mesmo momento, todo meu coração se estendeu a elas. Eu voltei para casa e falei à minha esposa:     'Ó Catarina, eu achei o meu destino! Estes são o povo por quem eu tenho ansiado todos esses anos.'"
"Naquela noite", disse o General, "o Exército de Salvação nasceu.

- Um dia lhe perguntaram o segredo de seu sucesso -  O Evangelista William Booth, tirou do bolso um lenço, e respondeu: “Lágrimas aos pés de Cristo”.

- Em seu seu último sermão pregado em Junho de 1912, pastor Willian Booth disse derramando sua alma: 
Enquanto as mulheres chorarem, como choram agora, eu me comoverei;
Enquanto criancinhas passarem fome, como passam agora, eu me comoverei;
Enquanto homens passarem pelas prisões, entrando e saindo, entrando e saindo, Como eles o fazem agora, eu me comoverei
Enquanto houver um bêbado caído pelas sarjetas,  eu me comoverei,
Enquanto há uma pobre menina perdida nas ruas, eu me comoverei
Enquanto restar uma alma que esteja nas trevas, sem a luz de Cristo - eu me comoverei,
Até ao último instante da minha vida,  eu me comoverei.


Pastor Marcos Antonio

Nenhum comentário: