terça-feira, 1 de agosto de 2017



O AMOR, O CAMINHO MAIS EXCELENTE

1 Coríntios 12.31;  13.1-13

Pastor Marcos Antonio


·       O capítulo 13 da Primeira Carta aos Coríntios é considerado a obra mais grandiosa e mais profunda que Paulo recebeu do Espírito Santo. É a coroa dos escritos do apóstolo das gentes. É a pérola do Novo Testamento. É o hino mais sublime – O Hino do Amor Ágape.

·       É tão maravilhosamente sublime, que um dia pediram ao mais culto dos brasileiros; doutor Rui Barbosa, se ele poderia definir a palavra AMOR... Rui Barbosa respondeu convicto: “Não tenho nada a dizer...depois que Paulo escreveu 1 Coríntios 13”.

·       O apóstolo Paulo não apenas poetizou o Amor.                       Mais do que escrever versos lindos sobre o Amor, é viver, é experimentar, é manifestar o Amor...                                                E, Paulo era um recipiente e canal deste Amor maior – O amor de Deus – O Amor Ágape.

·       Paulo ensina que Deus não raciona seu amor em nós – Rm 5.5

·       Paulo deixa bem claro que o amor é Fruto do Espírito Santo – Gl 5.22

·       Paulo era regido e motivado pelo amor – 2 Co 5.14

·       Paulo sabia que o Amor de Deus é inexplicável e insondável... E desejava conhecer mais e mais este Amor – Ef 3.14-19

·       Paulo tinha o Amor como sua maior riqueza – Rm 8.35

·       Para muitos o Amor é apenas uma forte emoção –                               
    O coração bate forte, as mãos ficam frias e corre um calafrio pela espinha..
Para outros Amor, Amor ultrapassa uma emoção forte...É um terremoto sentimental...Uma tissunami emocional...uma atração fatal, irresistível, um sentimento indomável que recebe o nome de paixão...
Para outros de temperamento fleumático, o Amor é um sentimento  platônico e romântico...
·       Paulo identifica o Amor em 1 Coríntios 13, em Três grandes aspectos:                                                                              
     1. A superioridade do Amor sobre tudo
2. A natureza do Amor (sua face...como ele é...)
3. A permanência, a eternidade do amor


1. Que o Amor é superior aos dons sobrenaturais – 1 Co 13.1,2
- Observe: Paulo ensina a Igreja em Corinto sobre Dons         Espirituais em dois capítulos: 12 e 14

- Mas, notemos que depois de falar do sobrenatural na Igreja através dos Dons, como Paulo termina o cap. 12                         
1 Co 12.31 “Portanto procurai com zelo os melhores dons, e eu vos mostrarei um caminho mais excelente.”

- Paulo escreveu para uma Igreja rica em dons                                           - 1 Co 1.7 “De maneira que nenhum Dom vos falta”                         
Mas era pobre, pobre em amor. Rica em revelações, profecias e línguas, mas, paupérrima em amor...ali havia disputas, divisões, facções... Os Igreja de Corinto é o fiel retrato da igreja de nossos dias: Cheia de Carisma, mas sem caráter. Ama experiências sobrenaturais, mas, não socorre, não estende a mão, não se compadece, não ama...

·       O Amor é superior ao Dom de línguas – 1 Co 12.1                            

 “Ainda que eu falasse a língua dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como sino que ressoa ou como prato que retine.”

.Observe que Paulo fala de dois tipos de línguas: da Terra e dos céus (Poliglotismo e Glossolália).

.Podemos falar em línguas aos montes...Mas, se nosso coração estiver sem amor...É só barulho...É lata vazia batendo...

.Nós, pentecostais erramos ao medir a espiritualidade de alguém pelo barulho que ele faz.                                                              

.Êxodo 28.34  “Os sinos de ouro e as romãs se alternarão por toda a volta da borda do manto. Arão o vestirá quando ministrar. O som dos sinos será ouvido quando ele entrar no Lugar Santo diante do Senhor e quando sair, para que não morra”


·       O Amor é superior ao Dom de Profecia                                          
  1 Co 13.2 “Ainda que eu tenha o Dom de profecia...”
- Você pode ser a Maria profetiza, a Tiburcia das revelações, o Zequinha das visões e da profecia... Se não tiver amor...nada vale...

·       O Amor é superior ao Dom da palavra do Conhecimento                                                                                     
 - 1 Co 13.2 “Ainda que saiba todos os mistérios e todo o conhecimento...”

- Paulo está dizendo que posso ser um crente de elevado saber espiritual, teológico e espiritual...Mas, sem amor...é um ignorante.

- Ilustração: Dias atrás, um de nossos jovens, que mais se dedica ao conhecimento teológico, tocou meu coração, ao reconhecer que não adianta a cabeça crescer, se o coração estiver vazio de amor.

·       O Amor é superior ao Dom da Fé
- 1 Co 13.2  “Ainda que tivesse toda a fé...ARC                                       NVI “...e tenha uma fé capaz de mover montanhas, se não tiver amor, nada serei.”

·       Portanto, se faltar amor faltou tudo.                                                               Deus antes de olhar minhas obras, meus talentos, meus dons, minha espiritualidade...Deus olha para dentro de mim...Antes de olhar o que eu faço, Deus olha o que sou...Para Deus, o SER vem sempre antes do FAZER.                       
     Deus antes de julgar as minhas ações, Deus olha minhas motivações.  Para Deus vale mais o ser do que o fazer.                            Guarde isto: Deus não julga em si o que eu faço...Deus julga o que me faz fazer... Deus antes de julgar a obra...julga a motivação.


·       O Amor é superior a qualquer atitude de generosidade              1 Co 13.3 a  “Ainda que eu dê aos pobres tudo o que possuo...”

- Eu posso ser um São Francisco de Assis que disse: Pois é dando, que se recebe...
- Eu posso ser uma espécie de irmã Dulce que amou os pobres e doentes da Bahia, que certa vez disse:                          "Quando nenhum hospital quiser aceitar algum doente, nós aceitaremos. Essa é a última porta dele, e por isso eu não posso fechá-la.”
- Eu posso ser um Mahatma Ghandi, que certa vez disse: “O melhor modo de encontrar a si próprio é perder-se à serviço de outros.”
- Eu posso ser uma Madre Teresa de Calcutá, que também viveu para os pobres e doentes. Que sabiamente dizia: “Se você vive julgando as pessoas, não tem tempo para amá-las.”
- Mas, se eu não tiver amor, serei como os hipócritas fariseus do tempo de Jesus, que esmolavam e faziam muita caridade...Mas, Jesus os reprovou no crivo do Amor.


·       O Amor é superior a qualquer ato extremo de sacrifício e altruísmo                                                                                           1 Co 13.3 b  “Ainda que eu entregue meu corpo para ser queimado, se não tiver amor, nada disso me valerá.”

- Sem amor, eu posso ter a coragem de Sadraque, Mesaque e de Abdenego, de nada adiantará.
- Sem amor eu posso ser uma Joana Darc, e ser queimado vivo; mas, de nada valerá.

·       Agora vamos caminhar mais um pouco no cap. 13 de 1 Coríntios – para conhecermos as características, a face do Amor:




1.   O AMOR É PACIENTE – 1 Co 13.4

·       Na N.V.I. “O amor é paciente”.                                                                  Na A.R.C.  “O amor é sofredor”

·       Isto significa que o amor sofre com paciência.                             
    Romanos 5.3, diz que a tribulação produz paciência.                                                                                                                E, como produzir paciência sem sofrimento? Impossível... Somente na escola do sofrimento.

·       O amor paciente tem a capacidade de suportar.                         
    O termo grego makrothumein sempre descreve a paciência com pessoas e não com circunstâncias:
- Cl 3.13  “Suportando um aos outros...”
- Ilustrando: Não é sepultando-vos uns aos outros

- O amor paciente, tem a graça aguentar pessoas más

·       Suportar – significar dar suporte.
- Os relacionamentos se acabam quando se deixa de Ter suporte.

- No grego do Novo Testamento, “suportar” fala do esforço que alguém faz para suportar algo que precisa tolerar, carregar, como se estivesse segurando e levantando algo para cima.

- Ilustração: - O casal que a mulher não suportava a mínima palavra do marido... O feijão está duro...


2.   O AMOR É BONDOSO

1 Co 13.4  “O amor é bondoso” (“é benigno” – A.R.C.)

·       A palavra “benigno” dá a idéia de reagir com bondade aos que nos maltratam.

·       É o que Jesus nos ensina: “Ouvistes o que foi dito: Olho por olho, e dente por dente.  Eu porém vos digo que não resistais ao mau; mas se qualquer te bater na face direita, oferece-lhe também a outra.  E ao que quiser pleitear contigo, e tirar-te o vestido, larga-lhe também a capa.  E, se qualquer te obrigar a caminhar uma milha, vai com ele duas.  Dá a quem te pedir, e não desvies daquele que quiser que lhe emprestes. Ouvistes que foi dito: Amarás o teu próximo, a borrecerás teu inimigo. Eu porém, vos digo: Amai vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem.” (Mt 5.38-44)

·       Ilustração: O vizinho mau que jogava entulho no terreno de seu vizinho.....Este por sua vez, o vizinho bom semeou no terreno do mau vizinho, lindas flores.  Ao ser perguntado, respondeu: CADA UM DÁ O QUE TEM.

·       Quem tem amor, pode ter até a oportunidade para vingar-se, mas não o faz. Age como fez José com seus irmãos que muito lhe fizeram mal.


3.   O AMOR NÃO É INVEJOSO
1 Co 13.4  “O amor não é invejoso”
·       O amor não se aborrece com o sucesso dos outros.

·       Romanos 12.15  “Alegrai-vos com os que alegram; e chorai com os que choram.”

·       Não é preciso ser um psicólogo para saber que: Nós temos mais dificuldade de nos alegrarmos com os que se alegram do que chorar com os que choram.

·       Temos uma dificuldade imensa de celebrar as vitórias do
outro, de aplaudir o outro, e nos alegrarmos com o sucesso do outro.

·       Mas, o amor ágape não é invejoso.

·       Os dicionários dizem que a inveja é  “desgosto provocado pela felicidade e prosperidade do outro.”

·       Sabe qual é o problema do invejoso?      É que invejoso, não quer apenas o que você tem. O invejoso vai mais além: Ele quer que você não tenha o que tem.

·       Por isso é muito complicado lidar com o invejoso. Porque a inveja não é apenas querer o que você tem, mas tirar de você, para que você não tenha.  O invejoso fica doente com quem está feliz.

- Exemplificando: ...Gostei de seu terno pastor....Onde o senhor comprou?.....- Daí eu vou lá na mesma loja  e compro um igual – (Isto não é inveja – é bom gosto)***


4.    O AMOR NÃO SE VANGLORIA, NÃO SE ENSOBERBECE    (O Amor é humilde)
1 Co 13.4

·       O amor não se vangloria ou se ufana. A palavra “vangloriar”, nesse texto, significa cheio de vento. Tem gente que parece um balão de soberba.

·       Havia crentes na igreja de Corinto que estavam cheios de empáfia e soberba. Por isso precisam saber sobre o amor que é humilde.

·       Ilustração: Air France 444 que se arrebentou nas águas perto da costa brasileira...

·       Ilustração: Daví saiu do pasto para o trono...O rei Nabucodonosor saiu do trono para o pasto.                               
    Moral da história: A soberba precede a queda. E a humildade precede a honra.


5.   O AMOR NÃO MALTRATA (NÃO É GROSSEIRO)
1 Co 13.5  O amor não maltrata”
“Quem ama não é grosseiro” (Bíblia na Linguagem de Hoje)

·       Quem vive o amor Deus é amável, é cortês, é gentil, é gracioso.

·       A Graça de Deus é multiforme; isto é, se manifesta em diversas formas... Mas, um dos aspectos da Graça que pouco se prega, é a Graça como amabilidade no trato.

·       Ilustração: Hebe Camargo, quando se referia a uma pessoa amável, dizia:  “Uma gracinha...”

·       A palavra graça e encanto é a mesma palavra no grego do Novo Testamento: Karisma

·       Ilustração: - Há tanta gente do manto. Do fogo. Do poder. Que apesar de crentes são grosseiros... – São como o profeta Elias que não conhecia uma voz doce e delicada.


6.   O AMOR NÃO É EGOÍSTA
1 Co 13.5 “O amor não busca os seus interesses”

·       Por que temos existem contendas na família, no trabalho e na igreja? Porque estamos sempre lutando pelo que é nosso e nunca pelo que é do outro!

·       Só existe brigas e desacertos quando você briga pelos seusinteresses, quando o egoísmo está na frente. Mas quando você coloca a causa do outro na frente da sua necessidade não existe briga.

·       “Nada façam por ambição egoísta ou vaidade, mas, humildemente considerem os outros superiores a si mesmos.  Cada um cuide, não somente de seus interesses, mas também dos interesses dos outros.  Que haja em vós o mesmo sentimento que também em Cristo Jesus.”Fp 2.3-5



7.   O AMOR NÃO SE EXASPERA E NÃO GUARDA RANCOR
1 Co 13.5   “O amor não se ira facilmente, não guarda rancor”

·       O amor não é melindroso. Quem ama com amor de Deus não é um “não me toque”... Não é um pavio curto, que por qualquer motivo contrário, explode e responde com palavras e atitudes agressivas.

·       “O amor não guarda rancor”A palavra guardar no original grego é um termo de contabilidade: logizeshthai  Guardar...não apenas guardar, mas contabilizar, contar cada erro da outra pessoa. Isto é ruim.

·       Ilustração: Conheci um pastor veterano no Paraná, que ficou conhecido como o pastor da caderneta preta.

·       Ilustração: Um casamento começa a ruir, quando um lança no rosto do outro, as falhas do outro e os erros do passado.


8.   O AMOR NÃO SE ALEGRA COM A INJUSTIÇA, MAS COM A VERDADE
1 Co 13.6

·       Se você tem amor de Deus na vida, você não compactua com coisas erradas. Você não concorda com corrupção. Você abomina a desonestidade. Você condena o que está errado.
·       Mas, você celebra e faz festa toda vez que a Verdade triunfa. Porque você é justo. E quem é justo, se alegra com a verdade.


9.   O AMOR TUDO SOFRE – 1 Co 13.7

·       O amor não recua diante das adversidades. Não se intimida na guerra. Não foge diante da dor e do sofrimento. Mas suporta, enfrenta, sofre mas vence.

·       Este amor, levou Paulo a declarar“Tudo posso Naquele que me fortalece”Fp 4.13

·       Rm 8.35, 38,39   “Quem nos separará do amor de Cristo?                        A tribulação, a angústia, a perseguição, a fome, a nudez, o perigo, a espada?
Porque eu estou certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir.  Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus Nosso Senhor.”


10.          O AMOR TUDO CRÊ1 Co 13.7

·       O amor é irmanado com a Fé. Mesmo que existam crises e dificuldades que nos digam que não conseguiremos a vitória, o Amor de Deus que tudo crê em nós, nos diz: Tudo é possível ao que crê!  Se creres, verás a glória de Deus.

11.                     O AMOR TUDO ESPERA – 1 Co 13.7

·       O ódio olha o passado para remoer no presente. O amor olha o futuro movido pela esperança no presente.

·       A amor tem visão futurista positiva. Tem uma visão nítida da vitória.

·       O amor de Deus espera – Sl 40.1,2; Rm 12.12



12.                     O AMOR TUDO SUPORTA – 1 Co 13.7

·       A palavra “suportar” aqui traz a idéia de constância.

·       Denota uma fortaleza ativa e positiva. A palavra “suportar” fala da resistência do soldado que, no calor da batalha, não fraqueja, mas continua vigorosamente na peleja.


13.                     O AMOR NUNCA PERECE (Nunca falha- ARC)

1 Co 13.8   “O amor nunca perece; mas as línguas cessarão, o conhecimento passará. Pois em parte conhecemos e em parte profetizamos.  Quando porém vier o que é perfeito, o que é imperfeito desaparecerá.”

·       O amor ágape nunca entra em colapso. Ele jamais sofre ruína. As muitas águas não podem apagá-lo (Ct 8.7).

14.                     O AMOR NOS TORNA MADUROS NA FÉ
1 Co 13.11Quando eu era menino, falava como menino, pensava como menino. Quando me tornei homem, deixei para trás as coisas de menino.

·       Muitos crentes não crescem e pensam que são crescidos:                                                                                             Ilustração: O menino que pensou que cresceu

·       Só o amor é o fator determinante de nosso crescimento em Cristo. Caso contrário, passaremos a vida toda como anões espirituais, nanicos na fé, pigmeus evangélicos.

Concluindo:

Chegamos ao topo da revelação desta Palavra, quando Paulo se volta para a Eternidade:

1 Co 13.12,13  “Agora, pois, vemos apenas um reflexo obscuro, como em espelho; mas, então, veremos face a face. Agora conheço em parte; então, conhecerei plenamente, da mesma forma como sou conhecido.
Assim, permanecem agora estes três: A Fé, a Esperança e o Amor.                   
O maior deles, porém, é o Amor.”

Precisaremos de Fé no Céu?   Não.  A Fé teve um começo e um fim, por isso Jesus é o Autor e o Consumador da Fé – Hb 12.1........A Fé um dia foi nos entregue...Um dia será apresentada – 2 Tm 4.7,8

Precisaremos de Esperança no Céu?   Não. Esperar o que no Céu. Se no Céu com Jesus, nossa Esperança será consolidada com o que esperávamos.
Mas, o Amor ficará para sempre! Porque o Amor é eterno!

Nenhum comentário: