sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

MEU SINCERO CLAMOR

Confesso que estou profundamente preocupado com os novos rumos de nossa querida Assembléia de Deus. Surpreende-me o afastamento das ações sinceras que existiram em nossos pioneiros Gunnar Vingren e Daniel Berg e na grande pleiade de pastores; que ministravam aos santos desprovidos de qualquer soberba e politiquices.

Recentemente folheava um livro antigo de nossa CPAD, da pena historiadora do saudoso irmão Emilio Conde, sobre os registros das primeiras Convenções, onde a tonica maior era o quebrantamento e a direção do Espírito em todas as decisões.

Hoje somos brindados como denominação por um expressivo número de líderes altamente preparados, cujo nível cultural e intelectual supera o de nossos pioneiros. Pena, que já não possuam a mesma fé e a mesma unção.

Alguns dias atras, fui convidado para ministrar a Palavra de Deus em uma grande Assembléia de Deus brasileira aqui nos Estados Unidos. O pastor desta igreja, um querido amigo de muitos anos, mostrou-me em tom de preocupação um panfleto de propaganda de chapa eleitoral para a próxima eleição em Abril próximo (CGADB – em Vitória, ES). Nenhum, problema. Seria incoerencia de minha parte repudiar tal procedimento, quando o mesmo acontece dentro da paz, da harmonia e do amor de Cristo.
O que preocupa-me é o que todos os ministros da denominação já sabem: O espírito de disputa e desleal que campeia já de norte a sul do Brasil. Hoje, infelizmente em muitas rodas de pastores, se ouvem de maquinações, articulações malignas que visam a todo o custo denegrir os oponentes. Não é de admirar que o fogo do Céu já não desça em nossos púlpitos e nem a unção se derrame pelos nossos sermões, porque decidimos a ser politiqueiros e não ministros de Deus.

Na última Convenção Geral realizada em São Paulo, quando alguns líderes literalmente se degladiaram com palavras ofensivas, lembro-me do que um irmão disse-me naqueles dias:
- Pastor, se Jesus voltar durante uma Convenção como esta, sobe só a Igreja...

Que Deus tenha misericórdia de todos nós, e nos ajude a voltarmos aos pés da Cruz para um arrependimento real e humilhação diante do Senhor.

Ao aproximar-se a grande Convenção Geral em Vitória, ES - clamemos ao Senhor que todas as sessões sejam cobertas pelo Sangue do Cordeiro, e que não haja lugar para o desrespeito, deslealdade e arrogancia.

Que mãos se levantem sem ira e sem contenda. Que corações quebrantados reconheçam que o dono da Igreja é Jesus, que a comprou com seu próprio Sangue – e que como pastores, somos apenas mordomos, cuja mordomia, muito em breve a Ele prestaremos conta.

Se pudessemos hoje perguntar ao querido irmão Daniel Berg:
- O que sabe o irmão sobre articulação politica, ou sobre competição pelo maior cargo da denominação, ou sobre como comprar votos ou algo assim...
Certamente ele responderia como sempre dizia:
- Eu só sei que Jesus Salva, cura e batiza no Espírito Santo.


Clamando pela misericórdia de Deus,


Pastor Marcos Antonio da Silva
Assembléia de Deus de Plant City – Florida - USA

Nenhum comentário: